sábado, 27 de novembro de 2010

Jobaria






















O dinossauro, nomeado de Jobaria tiguidensis, Jobaria se refere "Jobar", uma criatura da lenda dos nômades Tuaregs da Nigéria onde foram encontrados os ossos expostos, tiguidensis se refere a um precipicio perto dos locais de excavação. Um time conduzido por Paul Sereno da Universidade de Chicago recuperou 95% por certo de um Jobaria adulto. O fóssil estava com marcas de mordida. Ela pertensia a um terópode bípede do Cretáceo chamado Afrovenator. O Jobaria foi descoberto lá na África. O Jobaria era um saurópode enorme com cerca de 22 metros de comprimento, 4,50 de altura e seu peso era de aproximadamente 18 toneladas. O Jobaria dominou na sua época. O Jobaria possui nariz na testa, garras afiadas no polegar e cauda chicote que utilizava provavelmente como defesa e ataque contra vários predadores da região. O Jobaria possuia cerca de 12 vértebras no pescoço e 2 corações. Assim como vários saurópodes, o Jobaria comia pedras para auxiliar na digestão. A sua família é ainda indefinida, mas está entre os Brachiosauridae e Diplodocidae. Pode até ser um Brachiosauridae devido as narinas no topo da cabeça mas os Brachiosauridaes tinham cristas na cabeça mas o Jobaria não tem. Além disso o rabo do Jobaria não é mais curto que o pescoço e nem mais comprido. Ele pode até ser um Diplodocidae mas seu rabo não é tão comprido mas seu crânio se encaixa certinho. Ou então, podia ser um Titanosauridae, mas ele não era tão gordo assim e seu peso não era tão exagerado assim. Ainda não se sabe ao certo sobre que família o Jobaria pertencia. Nas fotos dessa postagem, você pode ver o tamanho do Jobaria e um homem, 2 Jobarias brigando e outras fotos que não precisa de explicação nenhuma.
Informações do dinossauro
Nome: Jobaria.
Nome cientifico: Jobaria tiguidensis.
Tamanho: De 21 à 22 metros de comprimento e 4,50 de altura.
Peso: Cerca de 18 toneladas.
Local: África.
Época: Período Cretáceo.
Alimentação: Herbívora.
Família: Indefinido.
Fonte: Wikipédia e AVPH.

Estauricossauro







O Estauricossauro, cujo nome significa "Lagarto Cruzeiro do Sul". O Estauricossauro foi um pequeno terópode semi-bípede que viveu há aproximadamente 225 milhões de anos atrás, no início do período Triássico. Era o Triássico inferior. O Estauricossauro foi por muito tempo tido como o primeiro dinossauro brasileiro e foi coletado pelo paleontólogo Llewellyn Ivor Price, em 1936 no geoparque da paleorrota. Como só foram encontradas partes isoladas do esqueleto do Estauricossauro, sua reconstituição foi bem difícil. O Estauricossauro foi encontrado na América do Sul e os seus restos foram encontrados no Brasil ou, mais especificamente no Sítio Paleontólogo Jazigo Cinco, na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul e hoje estão expostos num museu nos EUA. A nomeação oficial da espécie foi feita por Edwin Harris Colbert em 1970. O Estauricossauro é um dos mais antigos Saurichias já escavado e encontrado a anos atrás. Acredita-se que o Estauricossauro é o mais antigo dinossauro existente. O corpo do Estauricossauro foi feito para correr. Seu esqueleto era leve o suficiente para ele ser veloz mas ele não era muito resistente assim. Das fotos que postei aqui, um delas mostra o esqueleto do Estauricossauro. As outras 2 mostram o tamanho de um Estauricossauro e um homem adulto de 1,80. Outra mostra o Estauricossauro se alimentnado de um dinossauro herbívoro. O herbívoro parece o Protoceratops mas os 2 nunca chegarão a se encontrar proque o Protoceratops viveu na Ásia e o Estauricossauro na América do Sul. Mas nequela época do Estauricossauro os continentes estavam quase tudoi junto. Aí eles podiam se encontrar. Mas O Estauricossauro viveu no período Triássico há cerca de 225 milhões de anos atrás mas o Protoceratops viveu no período Cretáceo há cerca de 80 mihlões de anos atrás. E mesmo que o Estauricossauro tivesse sobrivivido até lá, eles não iam se encontrar porque no Cretáceo os continentes já estavam separados. E nas 3 últimas fotos, eu nem preciso explicar elas.


Informações do dinossauro

Nome: Estauricossauro.

Nome cientifico: Staurikosaurus Pricei.

Tamanho: Cerca de 1,80 de comprimento e 60 cm de altura.

Peso: Cerca de 30kg.

Local: América do Sul.

Época: Período Triássico.

Alimentação: Carnívora.

Família: Staurikosauridae.



Fonte: AVPH e Wikipédia.





















quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Você sabia que as aves são parentes mais próximos dos dinossauros do que os répteis?

O que falo é verdade. Muita gente pensa que os répteis são os mais próximos dos dinossauros. Mas essas pessoas estão enganadas. Só porque os répteis são parecidos com os dinossauros não quer dizer que eles sejam os mais próximos. Os mais próximos na verdades são as aves. Porém, os répteis são parentes sim dos dinossauros. Mas não são os mais próximos. Foi isso que eu disse. As aves tem semelhanças com os dinossauros nos esqueletos como pro exemplo os 2 ossos ocos, as estruturas dos braços, o jeito dos esqueletos, etc. E tem semelhanças também na pele. Alguns dinossauros era dotados de penas para alterar a temperatura do corpo para a que foi precisa conforme o clima, provavelmente.

Kosmoceratops


O Kosmoceratops foi um dinossauro herbívoro e quadrúpede que viveu há aproximadamente 77 milhões atrás durante o período Cretáceo. Ele foi encontrado em Utah, nos EUA. Ostentava cerca de 15 chifres na cabeça, mais do que qualquer outro ceratopsídeo.

Os paleontólogos descobriam também, um dinossauro chamado Utahceratops, um dinossauro com 5 chifres em seu crânio de dois metros de altura largura. Outro dinossauro que tinha bastante chifres, era o Estiracossauro, com cerca de 6 à 8 chifres, e era um pouco maior que o Kosmoceratops.


O curador do museu de História Natural de Utah, Scott Sampson, afirmou que a maioria dos chifres do Kosmoceratops, provavelmente não eram usados como armas, mas sim como adornos para atrair companheiros do sexo oposto. Já que muitos de seus chifres eram pequenos e suas posições eram inúteis numa luta, então esses animais poderiam usar para exibição.

Espécies ceratopsianas foram encontradas no Monumento Nacional Grand Staircase-Escalante, no sul do estado americano de Utah. Scott Sampsom disse que atualmente, dinossauros com chifres estão entre os fósseis mais cobiçados por paleontólogos. Em 2004, eram conhecidas apenas 15 destas espécies. Hoje, praticamente o número dobrou.

Ao todo, são conhecidos entre 800 e 850 espécies de dinossauro, mas acredita-se que na época Mesozoica este número ficasse na casa dos milhares.



Informações do dinossauro
Nome: Kosmoceratops.
Nome cientifico: Ksmoceratops richardsoni.
Tamanho: 4,5 metros de comprimento e 2,1 metros de altura.
Peso: 2 toneladas.
Local: Utah, EUA.
Época: Período Cretáceo.
Alimentação: Herbívora.
Grupo: Ceratopsídeo.
Família: Ceratopsidae.
Fonte: BBC.














Você sabia que o famoso Tiranossauro Rex não era o único dinossauro a ter o sobrenome de "Rex"?


Isso é verdade. Muita gente pensa que o Tiranossauro Rex é o único dinossauro a ter o segundo nome de "Rex". Mas na verdade existia sim um dinossauro que também tinha "Rex" no meio de seu nome. Mas esse dinossauro é bem menor e é herbívoro. Esse dinossauro misterioso é o Othnilia rex. Ele não é um dinossauro muito conhecido, por isso até hoje nenhum cientista tem muitas informações sobre ele. Já que muita gente não sabe muita coisa sobre dinossauros, elas pensariam que o T-Rex fosse o único com o nome de Rex no final, mas já que exisitu, eu tive a ideia de postar aqui no blog. Como eu disse numa postagem antiga, as melhores postagens são as de novidade e as mais informativas. Eu comecei a saber disso após eu ter um amigo que também gosta dos dinossauros. Ele me contou sobre o Othnielia. Eu conheço o Othnielia muito tempo e só agora eu comecei a saber do nome cientifico. Vocês podem visitar o blog dele: " http://tempodosdinossauros.blogspot.com/ ". Ah e quando eu disse agora eu quis dizer a pouco tempo. E ñao agora literalmente, kkkkkkk. Eu postei apenas a foto dele perto de um homem. É que eu criei uma enquete perguntando a vocês que dinossauro eles queriam ver na próxima. Aí eu inclui o Othnielia junto. E caso eles votem nele eu já posto. Mas eu excluí a enquete. Por enquanto ele continua misterioso. Pelo menos para algumas pessoas. E só para provar que o Othnielia tem mesmo o nome Rex no final: http://www.avph.com.br/othnielia.htm.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Triceratops




No Cretáceo Superior, há aproximadamente 68 milhões de anos atrás, na América do Norte, viveu o Triceratops, um dinossauro herbívoro e quadrúpede, pertencente aos Ceratopsídeos, cujo nome significa "Cara com três chifres", nome dado devido à característica chamativa, praticamente uma identidade, os seus enormes chifres.

Foi um animal notável, povoando os locais, sendo agora descoberto em diversos lugares, aparecendo nas mídias, um animal conhecido por sua força e por travar batalhas contra os terríveis Tiranossauros.


. Esses chifres tinham 1,80 de altura e 30 cm de largura, mas um deles era menor com 30 cm de altura e 19 cm de largura e eram afiados o suficiente para perfurar até uma parede de uma casa de luxo ou qualquer outra casa. O Triceratops era muito poderoso sendo capaz até de matar o rei dos dinossauros, o Tiranossauro Rex. O Triceratops tinha uma espécie de escudo ósseo bem resistente que ficava em torno de seu pescoço para protegelo de predadores sendo que o pescoço do Triceratops era muito frágil. Mas esse escudo não só protegia o pescoço como protegia seu rosto. Mas o resto do corpo ficava desprotegido. Mas para proteger as outras partes ele tinha que ficar girando em torno de si para evitar que algum terópode morder suas costas. O Triceratops não só tinha armas de defesa com também tinha armas de ataque. Essas armas são os chifres. Os chifres eram grandes e afiados que podem estraçalhar até uma árvore. Com a força de 6 elefantes e os chifres poderosos que o Triceratops tinha, uma batida pode derrubar e quebrar até caminhão. Os chifres do Triceratops não só servia de ataque como também servia como defesa. Caso um carnívoro ataca um Triceratops, caso ele for morder o pescoço, o Triceratops podia virar seu crânio e a mordida pegaria nos chifres, quabrando os dentes de seu atacante. Aí a mandibúla ficaria presa aos chifres aí o Triceratops podia jogar ele no chão fazendo com que ele quebre a perna com a queda aí o Triceratops chifra a barriga 2 vezes e o mata. O Triceratops não só tinha vantagens numa luta como também tinha dsvantagens. Os olhos do Triceratops ficavam nas laterais da cabeça para ber a aproximação de predadores por perto querendo atacar. Mas a desvantagem nisso é que ele não podia ver a frente. Para isso ele tinha que movimentar sua cabeça para a direita e a esquerda. Mas o problema nisso é que seu pescoço ia ficar exposto, então o predador morderia o pescoço e o mataria. O motivo do Triceratops ter olhos assim é por causa dos chifres que atrapalhava ficando acima deles. Cubra suas 2 mãos na cara mostrando apenas as laterais do rosto. Quando vcê fizer isso verá que a sua frente você não enxergara mas você verá as laterais perfeitamente. Para ver a frente você tem que dizer NÃO com a cabeça bem lentamente. É assim que o Triceratops fazia para ver o que estava em sua frente. Eu sei que é horrível enxergar desse jeito. Os chifres do Triceratops não só ajudava a se livrar dos problemas mas como também le dava problemas. O escudo que o Triceratops possuía em volta do pescoço não só era usado com defesa mas como também para exibição. Os machos tinham escudos coloridos para atrair a fêmea. Mas caso a fêmea tenha dúvidas a quem escolher para acasalar ou então 2 machos querem ficar com a mesma fêmea, os machos tem que lutar e o vencedor ficaria com quem ele quer ficar. E se os chifres dos Triceratops era usados para brigas de uns contra os outros então eles usariam contra os predadores. É assim que se diferencia o macho da fêmea. Pela cor dos escudos mas como podemos diferenciar pelo esqueleto já que o esqueleto é inteirinho branco? Não sabe? Nem eu, kkkkkk. O Triceratops era um banquete para os Tiranossauros. O Triceratops corria numa velocidade a cerca de 24 à 35 quilometros pro hora. Seu bico era feito de queratina, o mesmo material das unhas humanas. Esse bico era poderoso capaz de arrancar vários galhos das árvores médias cheios de folhas e os trituar com os 800 dentes pontiagudos que possuía bem no fundo da boca perto da gasganta. O mais antigo fóssil encontrado deste dinossauro foi como quase sempre acontecia, descrito incorretamente, também pelo famoso paleontólogo Othniel Charles Marsh. Na primavera de 1887, foi encontrado próximo à cidade de Denver, Colorado, um fóssil composto de ossos do crânio, amis exatamente, a parte acima dos olhos com os chifres. Marsh nomeou o animal de Bison alticornis, pois imaginou que se tratava de um bisão do período Plioceno.



No ano seguinte O.C.M. viu um estudo sobre os dinossauros com chifres, chamados de Ceratops, porém continuou acreditando ue o fóssil encontrado em 1887 pertencia a um mamífeo do Plioceno.


Em 1888, John Bell Hatcher coletou outro espécime na Formação Lance do Wyoming, a qual foi descrita como outra espécie de Ceratops.


Algum tempo depois O.C. Marsh mudou a ideia a respeito e deu o nome Triceratops, provisoriamente, ao espécime de Hatcher, também mudando a visão sobre o fóssil anterior, passou a acreditar que o seu bisão era sim um dinossauro com chifres, que mais tarde seria também identificado como um "cabeça com três chifres". Graças à espressura e resitência do crânio deste ceratópídeo, muitos esspécimes foram bem preservados, permitindo o estudo de variações entre as espécies e também as idades.


Vários esqueletos parciais e crânios foram descobertos nos Estados Unidos, em Dakota do Norte e Montana, além do Wyoming também no Canadá.


O primeiro espécime foi a receber o nome Triceratops foi catalogado como T. horridus, que provém do grego, Tri = Três + Cera = Chifres + Tops = Cara/Rosto/Face, além do segundo nome que determina a espécie propriamente, horridus que significa "Enrugado", devido às rugas do osso encontrado, já que muitos fósseis diferentes padrões de textura dependendo da idade, sexo do animal e do processo de fossilização.


Com o tempo, novos fósseis foram sendo descobertos, novas espécies nomeadas e tentas foram as variedades que os palentólogos decidiram criar dois grupos para agrupá-las.




Grupo 1


Composto pelas espécies T. horridus, T. prorsus, e T. brevicornus.




Grupo 2


Composto pelas espécies T. elatus e T. calicornis.




As duas espécies, T. serratus e T. flabellatus, ficaram de fora dos grupos. Em 1993, Marsh publicou outro estudo sobre os herbívoros de chifre em que os dois grupos e algumas espécies que ficaram de fora permaneciam com a classificação inalterada, mas criou um terceiro grupo composto de T. obtusus eT. hatcheri, que foram caracterizados por ter pequenos chifres nasais.


Hojse acredita-se que o T. horridus, T prorsus e T. brevicornus foram de linhagem que tinha crânios maiores e chifers nasais menores. Enquanto isso, T. elatus e T. calicornis foram definidas como tendo os grandes chifres sobre os olhos, um pequeno chifre em cima do nariz, porém um pouco maior que outras espécies.


C. M. Sternberg sugeriu que T. euryceplhalus era mais ligado a segunda e terceira linhagem, de que eram da linhagem de T. horridus, proposta aceita e segunda até novos estudos na década de 1980 e 1990.


Novos estudos contribuem para a idéia de que crânios com pequenas diferenças poderiam representar variações de uma ou duas espécies apenas, como no estudo publicado por Wellnhofer e Ostrom em 1886, afirmando que somente T. horridus era espécie válida, portanto todos os fósseis encontrados deveriam ser variações da mesma espécie.


Utilizando as antigas linhagens propostas por Lull e Sternberg, Lehman afirmou que as diferenças entre os crânios pode ser resultado de faixas etárias e de sexos diferentes.


Lahman diz também, que a linhagem de T. horridus, T. prorsus e T. brevicornus seria composta de fêmeas, já linhagem de T. calicornis e T. elatus, por sua vez seriam os machos, enquanto a linhagem composta por T. hatcheri e T. obustus seria machos muito velhos e doentes. Deduziram a partir do pressuposto de que os machos teriam chifres maiores e mais eretos, além de crânios maiores, as fêmeas por sua vez, teriam crânios menores e chifres mais curtos e abaixados.


Catherine Forster contradisse esta teoria e reestudou com mais precisão os restos de Triceratops, concluindo que existem somente duas espécies diferentes, T. horridus e T. prorsus e T. hatcheri é um gênero totalemnte diferente do Ceratopsiano, sendo renomeado para Nedoceratops. Segundo Forster, a maioria das espécies é a mesma T. horridus, e T. brevicornus é sinônimo de T. prorsus, dando a entender que as linhagens e grupos criados anteriormente seriam as duas espécies diferentes e cada qual com a sua variação. Além disto, poderíamos teorizar que seriam espécimes diferentes, com características distintas devido ao dimorfismo sexual.


Hoje a comunidade científica aceita somente duas epsécies como válidas T. horridus e T. prorsus, as quais são calssificadas de seguinte forma:


Ornithischia>Genausaria>Cerapoda>Marginocephalia>Ceratopia>Neoceratopia>Ceratopidae>Charmosauridnae


No entanto, existem várias espécies duvidiosas, listadas abaixo:




Espécies duvidiosas, nomeadas a partir de fósseis muito ruins e fragmentados, o que impede de ter uma visão clara do animal.




T. albertensis


T. alticornis


T. eurycephalus


T. galeus


T. ingens


T. maximus


T. sulcatus




Outros espécimes foram renomeados para gêneros diferentes ou espécimes já existentes, confiram abaixo:




T. brevicornus > renomeado para T. prorsus )


T. calicurnus > renomeado para T. horridus )


T. elatus > renomeado para T. horridus )


T. flabellatus > renomeado para T. horridus )


T. hatcheri > renomeado para Diceratus hatcheri )


T. mortuarius > nemen dubium > originamente Polyonax = Polyyonax mortuarius )


T. obtusus > renomeado para T. horridus )


T. serratus > renomeado para T. horridus )


T. sylvertris > nomen dubium, originalmente Agathaumas sylvestris




No ano de 1949, Sternberg sugeriu que o Triceratops seria mais próximo de Chasmosaurus e devia ser inserido como um Ceratopsine em Chasmosaurinae, oprém sua sugestão ignorada.


Mais tarde, John Ostrom e David Norman, inseriam o animal em Centrosauridae. Novos estudos de Sternberg e Lehman definiram definitivamente as diuas famílias houve alteraçãodo Triceratops para Ceratopsinae, uma subfamília à qual foi provado que pertence, inclusive com novos estudos morfológicos elaborados por Peter Dodson em 1990.


O Triceratops começou a ser famoso após participar da trilogia de Jurassic Park e vários outros filmes.

Informações do dinossauro

Nome: Triceratops.
Nome cientifico: Triceratops horridus, Triceratops prorsus, Triceratops brevicornus, Triceratops elatus, Triceratops serratus, Triceratops flabellatus, Triceratops obtusus, Triceratops hatcheri, Triceratops sulcatus, Triceratops albertensis, Triceratops eurycephalus, Triceratops maximus, Triceratops ingens, Triceratops galeus e Triceratops calicornis.
Tamanho: De 9 à 10 metros de comprimento e 3 metros de altura.
Peso: Cerca de 6 toneladas.
Local: América do Norte.
Época: No fim do período Cretáceo.
Alimentação: Herbívora.
Fampilia: Ceratopsidae.






















Fonte: Blog do Ikesaurus. Visite o blog dele: http://ikessauro.blogspot.com/




domingo, 21 de novembro de 2010

Mosassauro




No final de 1996, um grupo de pesquisadores encontrou em Sergipe, vértebras fossilizadas de um grande réptil marinho denomidado como Mosassauro. A existência dessas animais já era suposta, pois vários dentes atribuídos a esses répteis haviam sido encontrados ao longo do ano.

Foram encontradas uma vértebra praticamente inteira e dois fragmentos de centros vertebrais. O prosseguimento das excavações permitiu que mais sete outros fragmentos fossem recuperados.



Estes animais eram grandes predadores nos mares do final do Cretáceo, ao lado também, dos ferozes tubarões. No mesmo local onde foram encontrados os resto fósseis, uma grande quantidade de dentes de diversos tubarões fósseis foi também recuperada.



A idade atribuíada para os fósseis é de cerca de 75 milhões de anos, uma idade do tempo geológico conhecida como Campaniano. O primeiro fóssil de Mosassauro foi encontrado em 1764, em uma pedreira na Holanda, no Vale do Rio Mosa e desde sua descoberta, muitos outros fósseis foram
descobertos pelo mundo.



Os Mosassauros eram poderosos. Suas mandíbulas eram vigorosas que se alinhavam dentes pontiagudos como caninos. Eles se alimentavam de peixes e moluscos de conha duras de uma ordem extinta, as Amonites. os Mosassauros tinham uma mandíbula adaptada para engolir grandes peixes e moluscos, e essas mandíbulas possuíam dentes afiados curvados para trás, que para presa poder escapar, só indo mais pra dentro da boca, perfeitos para pegar peixes escorregadios e triturar conhas duras e resistentes. O nome Mosassauro significa "Réptil do Rio Mosa".



Informações do dinossauro

Informações do réptil marinho

Nome: Mosassauro.
Nome cientifico: Mosasaurus hoffmannii.
Tamanho: 18 metros de comprimento e 2,5 metros de altura.
Peso: Cerca de 6 toneladas.
Local: No antigo oceano Atlântico, costas da África, Europa e Américas do Norte e Sul.
Época: Período Cretáceo.
Alimentação: Carnívora.
Família: Mosasauridae.

Fonte: AVPH

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Você sabia que o Ceratossauro de Jurassic Park era um Tiranossauro só que bem modificado?

Isso é verdade. O Ceratossauro de Jurassic Park 3 era um T-Rex bem modificado. As melhores postagens são aquelas que falam de novidades e notícias. E essa é uma postagem especial. Agora eu vou falar sobre o Ceratossauro de JP3. Eu descobri que ele era um T-Rex modificado a pouco tempo. Comecei saber mais sobre o Ceratossauro de JP3 quando li a postagem de um amigo meu. Eu vou explicar o que aconteceu:

1º Os produtores de JP3 queriam que o terceiro filme fosse algo diferente que os outros 2 e ficou diferente sim. Os produtores queriam enfeitar tanto que acabaram cometendo um erro deixando o filme mentiroso. Enquanto eles criavam os dinossauros eles modificaram o T-Rex para o Ceratossauro. Poderiam ter acontecido o seguinte pessoal. Ou os produtores fizeram 2 Tiranossauros e acharam que não era uma boa ideia ter 2 no filme e um se transformou num Ceratossauro ou depois do T-Rex participar do filme eles modificaram o T-Rex. Eu acho que é a segunda opção. Quem iria fazer um filme de dinossauro com 2 Tiranossauros e depois mudando de ideia modificando um deles? Eles foram uns otários em modificar um famoso dinossauro transformando ele em outro sendo que eles podiam fazer o Ceratossauro sem precisar modificar o T-Rex. A não ser que acabou o equipamento para criar mais dinossauros e eles queriam colocar mais um mas não dava e modificou o dinossauro que fez mais sucesso nos filmes. Mas se eles tinham equipamento para modificar dinossauros então como não tinha nada para criar um? Se um gasta o equipamento com uma coisa serviria também para outra coisa mas não os 2. Eu acho os produtores muito cara-de-pau.

2º Eu não só postei nessa postagem a foto do Ceratossauro de JP3 como também, o T-Rex de JP3. Só para mostrar as diferenças entre os 2 para provar tudo. O que mudou no T-Rex foi que diminuiram o tamanho dele, aumentaram o tamanho dos braços e colocaram 2 dedos a mais do que já tinha, ou seja, 4 dedos. E também, colocaram um chifre nasal, acressentaram vários espinhos nas costas, mudaram a cor, etc. Se não acredita em mim, então por que você acha que o Ceratossauro de JP3 é robusto? Não sabe? Eu sabia. É que eles sabiam que o Ceratossauros não era robusto, e o T-Rex era então não deu para mudar esse pequeno detalhe. Mesmo com todas essas mudanças, o Ceratossauro de JP3 não ficou perfeito por que nada é e porque o Ceratossauro de JP3 já era um dinossauro antes de ser outro. Se você olhar bem as 2 primeiras fotos postadas que são do Ceratossauro e compararem com o do T-Rex que está lá em baixo, você não verá muita diferença.

Já está comprovado.

Atenção: As 2 fotos do Ceratossauros que postei aqui não são iguais. São parecidas. Só muda o tamanho da foto e um pequeno detalhe que quase ninguém percebe. Nos números ali estão diferentes, veja. E também tem um negócio em muma foto e na outra não. Além disso cada uma delas tem uma imagem meio diferente na qualidade. Eu quase me esqueci disso.

Fonte: Informação coletada ( Tirada, imprestada ) do blog de Tirano Sauro Rex. Pedi permissão para ele antes de pegar a tal informação. Vocês podem visitar o blog dele: http://tempodosdinossauros.blogspot.com/, obrigado!!!!!






quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Compsognato













O Compsognato, cujo nome significa "Queixo bonito". O Compsognato recebeu esse nome porque ele era um dinossauro muito bonito. O Compsognato foi descoberto na Alemanha em 1850 bem no meio dos calcários. O Compsognato tinha pés que se apoiavam no chão com a ajuda de suas pernas longas e finas que o ajudava a se locomover com rapidez e agilidade que ajudava ele a correr muito e com isso, ele podia capturar seu alimento e depois comer. Era assim que ele caçava suas presas. Provavelmente, o Compsognato era um carniceiro. Na minha opinião eu acho que era. Eu vou provar que ele era, veja:


1º O Compsognato tinha uma esqueleto muito frágil sendo mais frágil do que o esqueleto dos gatos. Sendo assim, ele não precisava caçar, ele poderia comer carniça e insetos como a libélula por exmeplo. Assim, o Compsognato não iria se arriscar nas lutas. Aí ele poderia se alimentar sem precisar lutar ou desafiar outros dinossauros pequenos só por causa de comida.


2º O Compsognato era o dinossauro mais veloz do mundo. Chegando a correr mais de 100 km por hora. Então ele poderia achar carniça facilmente. E mesmo que seja difícil detectar ele procuraria e acharia antes de qualquer outro e iria lá mais rápido. O Compsognato pode até viver em bandos. Mas se nem 7 Compsognatos pode vencer um homem adluto, como eles iriam caçar outros dinossauros herbívoros? Não sabe? Pois eu digo, eles iriam morrer se lutasse. Então ele não só usaria sua velocidade para conseguir pegar as libélas e para achar carniça como ele podia fugir de poutros predadores. O Compsognato podia pegar insetos voando se pular. Ele pulava até 60cm de altura.


3º Os dentes e as mandibulas do Compsognato não foi feito para rasgar a carne. Então ele comeria a carniça e os insetos que com isso ele não teria problemas em mastigar. E quando eu disse ali em cima que ele podia perseguir suas presas e depois capturalas para comer, eu não estava dizendo que era um dinossauro vivo para eles caçarem. Eu tava falando dos insetos. O insetos também pode ser presas. Além disso eu também disse que era alimento que ele perseguia. E insetos era um alimento para os Compsognatos. É só olhar lá em cima.


Está comprovado porque o Compsognato não era um predador. Antigamente, antes do Compsognato surgir, havia um dinossauro bem perecido. Ele era o Procompsognato que era maior medindo 1 metro de comprimento e 30cm de altura e o peso era de 10 kg. Agora você conhece mais um dinossauro e pra você esse deve ser novidade. Vocês sabem que o Compsognato é um mini-dinossauro. E eu já tinha me esquecido. O Compsognato não ´so comia carniça e inseto como comia lagartos também. Na primeira foto você vê o tamanho do Compsognato perto de um homem e nas outra nem preciso falar.




Informações do dinossauro





Nome: Compsognato.





Nome cientifico: Compsognathus Longipes.





Tamanho: 74 cm de comprimento e 20 cm altura.





Peso: 3 kg.





Local: Alemanha.





Época: Período Jurássico.





Alimentação: Carnívora.





Família: Compsognathidae.


Fonte: AVPH.


Recordes dos dinos

Essa é uma postagem bem especial. Ela fala sobre os recordes que muitos dinossauros chegaram a ter. Se você quiser saber quais são fique ligado. Os recordes estão abaixo:

CATEGORIAS: Foi mal mas só escrevi sobre 2 categorias!

Terópodes:

O carnívoro mais longo:
O terópode mais longo é o famoso Espinossauro. O Espinossauro bateu o recorde de predador mais comprido. O Espinossauro media de 17 à 18 metros comprimento. Isso é um comprimento muito exagerado para um carnívoro de 6 metros de altura e com o peso de 7 toneladas.
O carnívoro mais alto:
O mais alto de todos os carnívoros é o Tyrannotitan. Aquele predador que era um parente bem distante do T-Rex. Aquele dino que viveu na família Carcharodontosauridae. Esse dinossauro media por volta de 7,80 de altura e uns 15,50 de comprimento. Esse é o tamanho perfeito para eles.
O carnívoro mais pesado:
O mais pesado dos terópodes é o Giganotossauro. O Giganotossauro tinha todas as características para ser um super predador. Mas o problema era o seu peso e tamanho. Sendo assim ele era lento demais. É o único motivo dele não superar o T-Rex. Se não o T-Rex ia perder ou ficar no mesmo nível que o Giganotossauro. Voltando aos recordes, o Giganotossauro foi o mais pesado dos carnívoros pesando de 7 á 10 toneladas. É muito peso para um predador. Para suportar todo esse peso o Giganotossauro teve que ser grande e muito forte tendo sua força física semelhante ao do Tiranossauro.
O carnívoro mais poderoso e famoso:
Finalmente vamos falar sobre o rei dos dinossauros, o Tiranossauro Rex. O T-Rex foi o mais poderoso dos carnívoros. Ele não era chamado de rei sem motivo. O T-Rex era forte, rápido, perigoso, inteligente, etc. O T-Rex era mais do que um predador. Nem sei como descrever isso. O T-rex não só foi o mais poderoso dos carnívoros como foi o mais famoso. E ele não só era mais famosos de todos os terópodes mas como também mais famoso que todos os dinossauros. O T-Rex conseguiu ter 2 recordes. Muito impressionante. Agora vamos ver qual o próximo dino.
O carnívoro menor, mais fraco, veloz e bonito:
Quem será esse? Não sabe? Pois eu ovu dizer. Ele é o Compsognato. Nossaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...
... Nunca vi aguém conseguir bater 4 recordes. O primeiro é o menor. O Compsognato era o menor de todos os dinossauros carnívoros medindo 74 cm de comprimento e 20 cm de altura, pesando apenas 3 kg. Isso é um recorde. O outro é o mais fraco. O Compsognato não só era o mais fraco dos terópodes como também era o mais fraco de todos os dinossauros. Seu esqueleto é mais frágil que o esqueleto do gato. O esqueleto do Compsognato tinha ossos que quebravam como se fosse gravetos podres que queimram, molharam e ressecaram. Além disso os Compsognatos tinham uma mordida fraca sendo igual ao dos humanos. Sendo assim, ele não podia matar. O outro recorde é ele ser veloz. Ele não só era mais veloz de todos os terópodes que era o mais veloz de todos dinossauros. Se esqueleto era leve, ele era pequeno, e era fraco. Sendo assim feito pra correr mais do que um Velociraptor. Nenhum dinossauro predador pegava ele numa perseguição. O Compsognato era um dinossauro bonitinho sendo o mais bonito dos terópodes.
O carnívoro mais inteligente:
Ele é o Trodoon ou Trodonte. Esse dinossauro era o mais inteligente de todos os carnívoros superando até o próprio Velociraptor. O Trodonte não só era o mais inteligente dos terópodes como o mais inteligente dos dinossauros.

Saurópodes

O saurópode mais alto:
O saurópode mais alto não era o Braquiossauro. Era o Sauroposeidon. Ele media cerca de 27 metros de altura. Isso é uma altura muito exagerada em relação ao comprimento que era de 30 metros. 3 metros de diferença ficaria meio estranho. Isso por causa da família que o Sauroposeidon pertencia que se chamava Brachiosauridae. O Sauroposeidon não só era o mais alto dos saurópodes como era o mais alto dos dinossauros. Depois do Sauroposeidon, o mais alto era o Seismossauro co cerca de 24 metros de altura.
O saurópode mais longo e poderoso:
Opa! Novamente temos um dinossauro que bateu mas de um recorde. Esse dinossauro misterioso é o Seismossauro. Eu só falei dele e ele aparece kkkkkk. O Seismossauro foi o mais comprido de todos os saurópodes. Medindo cerca de 52 metros de comprimento. 52m de comprimento é muito para 24m de altura. Mas o peso está em ordem, 51 toneladas. O Seismossauro não só era mais poderoso de todos saurópodes como era mais poderoso de todos os dinossauros.
O saurópode mais pesado:
Agora nós vamos falar sobre o Argentinossauro. Esse dinossauro foi o mais pesado de todos os dinossauros. Sendo mais pesados dos saurópodes e mais pesados dos dinossauros. Pesando cerca de 100 toneladas.
O saurópode menor:
Agora você conhecerá o menor dos saurópodes. O Mussauro. Ele é um dinossauro pouco conhecido. Ele media apenas 3 metros de comprimento e sua altura é desconhecida. O Mussauro é muito pequeno para ser um saurópode mas pior que seja ele é um saurópode sim. É meio díficil de aceitar porque quase ninguém sabe que existe saurópodes pequenos e eles pensam que todos são enormes como o Braquiossauro. Mas na verdade nem todos são.

Pronto, já terminei de falar alguns dinossauros que conseguiram ter vários recordes.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Chilantaisaurus




O Chilantaisaurus cujo nome significa "Réptil do lago de Ch'i-lan-t'ai". Esse nome vem da região da China de onde ele foi descoberto. O Chilantaisaurus foi um dinossauro carnívoro chinês muito forte que era bem parecido com o famoso Alossauro. Provavelmente, o Chilantaisaurus até poderia caçar em manadas. Dá para perceber isso por causa do nome e da aparência mas algumas pessoas até confunde pensando que é em japonês kkkkkkkk. O Chilantaisaurus foi descoberto em 1979 pelo paleontólogo Dong. Isso foi na região noroeste do sul da China. Existem várias espécies de Chilantaisaurus (Chilantaisaurus tashuikouensis; Chilantaisaurus sibiricus; Chilantaisaurus maortuensis), mas todos foram classificados como coelurosauridios, ou não foi possível identificá-los. De qualquer forma, o Chilantaisaurus zheziangensis, apesar de estar muito, muito incompleto, foi o único que acabou por ser classificado como um therizinosaurídio. Já se pensou que o Chilantaisaurus zheziangensis era uma espécie de Segnosaurus da China. Muitos palentólogos ainda acreditam nessa possibilidade mas até ser encontrado um exemplar completo essas dúvidas ainda permanecerão abertas. O Chilantaisarus não é um dinossauro muito conhecido, nem mesmo os cientistas sabe muito sobre esse dinossauro. Na primeira foto você pode ver onde o Chilantaisaurus viveu e na outra foto eu nem preciso falar nada.
Informações do dinossauro
Nome: Chilantaisaurus.
Nome cientifico: Chilantaisaurus zheziangensis, Chilantaisaurus sibiricus, Chilantaisaurus tashuikouensis e Chilantaisaurus maortuensis.
Tamanho: 10 metros de comprimento e 4 metros de altura.
Peso: 4 toneladas.
Local: Região noroeste do sul da China.
Época: Há aproximadamente 80 milhões de anos atrás, no início do período Cretáceo.
Alimentação: Carnívora.
Família: Neovenatoridae.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Estegossauro







O Estegossauro, cujo nome significa: "Lagarto telhado". O Estegossauro recebeu esse nome por causa de suas placas ósseas que era bem semelhantes a telhas de um telhado. O Estegossauro tinha 2 fileiras de placas ósseas que eram semelhantes a telhas que ficava em suas costas que começava na parte de trás de seu pescoço e terminava no final de sua cauda, ele parecia uma casa ambulante com telhas e telhados gigantes, e provavelmente suas placas ósseas serviriam para usar como armadura na hora de ser atacado por um predador e para usar como reguladores térmicos que podia esquentar e esfriar o corpo do Estegossauro conforme sua posição ao sol e ao vento, e também isso poderia até ser usado como exibição, caso o parceiro esteja sendo atacado por um terópode, o Estegossauro poderia usar seu coração para bombear o sangue até as placas ósseas fazendo ela mudar de cor deixando ela vermelha para amendrontar o seu inimigo fazendo o fugir dali. Existem muitas teorias sobre isso. Mas algumas até podem ser falsas. Antigamente acreditava-se que o Estegossauro possuía 2 cérebros. Um serviria para sua pequenina cabeça de 40 cm e o outro para ajudar com a parte de trás, ou seja, o seu corpo desajeitado mas, isso tudo foi um engano. Agora muitos cientistas tem a verdadeira conclusão sobre isto. O corpo do Estegossauro além de desajeitado, era também era muito maciço e a cauda era extremamente musculosa para poder balançala de um lado para o outro com facilidade para atingir seu atacante com aquela rabada mortal. Só a força do rabo pode derrubar até em elefante, mas com aqueles 4 espinhos ósseos de 50 cm de comprimento que eram muito grandes e afiados que ficava na ponta da cauda que eram 2 de cada lado das laterais do rabo, uma batida só poderia matar qualquer dinossauro que ousava desafialo. Parecia até um machado gigantesco de uma lâmina de cada lado, balançando de um lado para o outro sem parar como faz algumas coisas que não sei explicar quais são. A cauda do Estegossauro funcionava como a cauda do Gastônia e do Pinacossauro por exemplo. Era assim que os Estegossauros se defendiam e se protegiam. O Estegossauro era um banquete para alguns dinossauros carnívoros como o Ceratossauro e o Alossauro. Mas nem sempre o Alossauro e o Ceratossauro tinham tanta sorte como sempre tiveram. Mas mesmo assim, quando o Estegossauro estava em perigo, ele abaixava a cabeça para baixo, protegendo-a com com sua nuca repleta de placas e ao mesmo tempo, aplicava golpes fortes com as laterais da cauda. E eu já ia me esquecendo. Os Estegossauros mais primitivos tinham as placas ósseas menores e mais pontiagudas. Em 2006, em Portugal, foi encontrados fósseis exemplares de Estegossauro mas os Estegossauros viviam principalmente na América do Norte igual aos Tiranossauros que viveram também na Ásia mas principalmente na América do Norte. O primeiro fóssil de Estegossauro foi encontrado por Othniel Charles Marsh em 1877 no estado americano do Colorado. Desde então muito outros fósseis deste mesmo dinossauro foram encontrados, o que leva os estudiosos a crer que havia uma grande população de Estegossauros no fim do Jurássico. E eu tinha me esquecido mas agora lembrei. O Estegossauro passou a ser popular assim, um dos mais famosos dinossauros do universo, após assistirem o filme O Mundo Perdido Jurassic Park ( Jurassic Park 2 ) e o filme King Kong.
Informações do dinossauro
Nome: Estegossauro.
Nome cientifico: Stegosaurus Armatus.
Tamanho: 12 metros de comprimento e 4 metros de altura.
Peso: Cerca de 2 á 4 toneladas.
Local: América do Norte.
Época: Período Jurássico.
Alimentação: Herbívora.
Família: Stegosauridae.
Fonte: Wikipédia e AVPH.

domingo, 14 de novembro de 2010

Daspletossauro







O Daspletossauro, cujo nome significa "Lagarto horroroso". O Daspletossauro tinha uma cabeça enorme e seus braços eram minúsculos em relação ao resto do corpo, além disso possuía pernas traseiras muito fortes que lhe garantiam velocidade rasoável para o seu tamanho. O Daspletossauro era muito assemelhado com o parente bem próximo que é conhecido como o rei dos dinossauros, o Tiranossauro Rex. Mas para diferencialo do T-Rex é só olhar para o crânio e o pescoço. Em 1970, em Alberta, EUA, foi encontrado os primeiros esqueletos de Daspletossauro. O Daspletossauro possuia ossos e juntas adaptados no crânio e no pescoço para dar cabeçadas em suas presas em uma possivel perseguição; era capaz de arrancar enormes pedaços de carne em apenas uma mordida só. Ele matava suas presas só com uma mordida. Provavelmente, o Daspletossauro seria um caçador solitário e não muito veloz, tendo que atacar suas presas por meio de emboscadas, dando-lhes mordidas as quais seriam fatais para a presa que em pouco tempo cairia morta, bastando apenas encontra-la depois. Mas isso ás vezes. O Daspletossauro era um ótimo predador. Na primeira foto você verá um Daspletossauro caçando 3 Estiracossauros e nas 2 últimas fotos eu nem preciso falar kkkkkkkkkk.
Informações do dinossauro
Nome: Daspletossauro.
Nome cientifico: Daspletosaurus Torosus.
Tamanho: 9 metros de comprimento.
Peso: Cerca de 3 toneladas.
Local: Canadá.
Época: Período Cretáceo.
Alimentação: Carnívora.
Família: Tyrannosauridae.
Fonte: AVPH.

sábado, 13 de novembro de 2010

Gastônia







O Gastônia cujo nome indica seu descobridores, Robert Gaston juntamente com Don Burge. Eles batizaram o Gastônia com esse nome em homenagem ao lugar onde ele foi encontrado que era em Gastonia. O Gastônia pode ser um dinossauro desconhecido, mas ele foi um dos primeiros Anquilossaurídeos à ser encontrado. Antes do próprio Anquilossauro ficar famoso, os paleontólogos e cientistas conheciam apenas o Gastônia. Quando o Gastônia foi descoberto, ele era ainda desconhecido da ciência moderna. Os paleontólogos nunca viram algo parecido, eles acharam o Gastônia muito diferente de qualquer um que eles encontraram até então. Os cientistas se supreenderam com essa descoberta. Os Anquilossauros só foram descobertos um tempo depois. Além de ser bem parecido com o Anquilossauro, o Gastônia era extremamente estreitamente relacionado ao Polacanto por possuir um escudo sacro com vários espinhos grandes no ombro. Isso é verdade, o Gastônia possuía um arsenal completo de defesa contra predadores. O Gastônia era composto de espinhos gigantescos que poderiam atingir quase um metro de comprimento. Sua couraça era tão dura que restos de sua pele fossilizada demonstram um complexo sistema de escamas grossas com encaixes precisos. A cabeça ficava ficava sob um proteção de osso sólido. Embora fosse um herbívoro, seu poderoso bico córneo era capaz de arrancar membros de pequenos e médios predadores como o Utahraptor, já que o Utahraptor não tinha um esqueleto muito forte, e em toda lateral de seu corpo, até a ponta do rabo, o Gastônia apresentava espigões que se encaixavam com um par de tesouras e quando o Gastônia poderia curvar ambos os lados do corpo alternadamente, produzindo um efeito super esmagador entre seus espigões laterais que poderia cortar um pequeno predador ao meio e cortar membros de grandes predadores. A cauda do Gastônia parecia um cerrote gigante. Parecia até um machado medieval bem afiado.



Informações do dinossauro



Nome: Gastônia.



Nome cientifico: Gastonia burgei.



Tamanho: Cerca de 5,50 de comprimento e 2 metros de altura.



Peso: Cerca de 1 tonelada.



Local: América do norte.



Época: Período Cretáceo.



Alimentação: Herbívora.



Família: Ankylosauridae.
Fonte: AVPH.

domingo, 7 de novembro de 2010

Parassaurolofo


O Parassaurolofo cujo nome significa "Paralelo ao Saurolofo". O Parassaurolofo recebeu esse nome porque ele viveu no mesmo período que o Saurofo que era um dinossauro muito parecido com o Parassaurolofo não só pelo nome mas como também pela aparência. O Parassaurolofo foi descoberto em 1900. Sua característa mais interessante era sua enorme crista óssea em forma de tubo que era bem comprida que possuía no topo de sua cabeça que servia para alertar o seu grupo quando um predador se aporoximava de seu território, ou seja sua, crista emitia sons. É por isso que o Parassaurolofo tem o apelido de "Dinossauro trombeta" kkkkkkkkkk. O macho tinha a crista maior que provavelmente servia para chamar a atenção da fêmea mas a fêmea tinha crista bem menor que provocava sons mais altos, é assim que se pode diferenciar o macho da fêmea mesmo sendo difícil para muitas pessoas. O Parassaurolofo podia se alimentar de plantas rasteiras ou folhas do topo das árvores já que ele era mais alto do que uma girafa até. Sua cauda era útil para se locomover nas águas usando como uma nadadeira já que os Parassaurolofos nadavam. O fato de saber nadar era sua única forma de defesa contra predadores já que os Parassaurolofos eram indefesos e com isso um dos Parassaurolofos do grupo que se sentia ameaçado avisaria sobre o ataque de predadores e sairia correndo indo até o lago mais proxímo no seu território. O Parassaurolofo era um dinossauro bico de pato que pertencia a mesma família que os Edmontossauros que se chamava "Hadrosauridae". Primeiramente achou-se que os Parassaurolofos habitavam os pântanos e as terras alagadiças, e só se alimentavam de plantas aquaticas, neste caso sua crista que era semelhante a um tubo serviria de respiração em baixo da água. Mas essa teoria foi superada, pois a crista, ao contrário de um tubo de respiração, não possuía abertura de extremidade. Existiram 3 espécies de Parassaurolfo: "Parasaurolophus walkeri", "Parasaurolophus tubicen" e "Parasaurolophus cytocristatus".
Informações do dinossauro
Nome: Parassaurolofo.
Nome cientifico: Parasaurolophus walkeri.
Tamanho: 10 metros de comprimento e 5 metros de altura.
Peso: Cerca de 5 toneladas.
Local: América do Norte.
Época: Período Cretáceo.
Alimentação: Herbívora.
Família: Hadrosauridae.






























Fonte: AVPH.